sexta-feira, 17 de junho de 2011

O brilho da lua


E nestes dias tão sombrios, lembro-me da lua.
Que mesmo só, não deixa de transparecer a luz de um astro maior.
Forte, sobrevive no espaço monótono que assombra meus sonhos.
Os sussurros, dificuldades, são ignorados, e ela os torna agentes do bem.
E quando o eclipse aproxima-se, luta para que seja rápido.
Pois seu brilho deve manter, para amantes o valor da vida perceber.
Sua força invejo, mas o que é a lua comparada com um humano?
Talvez iguais. Ambos querem brilhar tão intensamente como aquele que lhe fornece a luz.

Um comentário:

Mariana disse...

Oii

adorei seu blog

tô seguindo

segue???

http://meuryss.blogspot.com/

bjim